Oportunidades de financiamento

Candidaturas abertas: Programa LIFE

O Programa Life é o instrumento financeiro da Comissão Europeia dedicado exclusivamente ao Ambiente e à Ação Climática gerido pelas Direções Gerais do Ambiente (DG ENV) e da Ação Climática (DG Clima). Para a convocatória de 2018, são elegíveis projetos tradicionais ou integrados nas áreas da conservação da natureza, proteção ambiental e ação climática.

Os projetos Tradicionais, podem ser projetos de boas práticas, demonstrativos, projetos de disseminação ou de sensibilização. No caso dos projetos Integrados, podem ser projetos de implementação de planos e/ou estratégias específicas da legislação europeia de grande escala territorial (regional, multi-regional, nacional, transnacional), desenvolvidos por autoridades do Estados-membros.

Nos projetos tradicionais existe uma simplificação do processo em que as candidaturas podem ser submetidas a duas fases nas áreas do Ambiente e Eficiência de Recursos e Natureza e Biodiversidade. Na área da Ação Climática , o processo de mantém-se numa única fase. 

As datas de submissão são as que se seguem: 

12 de junho de 2018: concept notes para as áreas do Ambiente e Eficiência de Recursos;

14 de junho 2018: concept notes para projetos na área da Natureza e Biodiversidade;

05 de setembro de 2018: concept notes para os projetos integrados;

12 de setembro de 2018: propostas completas para a Ação climática;

Outubro de 2018: propostas completas para as áreas do Ambiente e Eficiência de Recursos e Natureza e Biodiversidade;

14 de março de 2019: Propostas completas para os projetos integrados. 

As condições de submissão variam de tipologia de projetos: 

- Para os projetos tradicionais deverão ser consultadas as condições em: http://ec.europa.eu/environment/life/funding/life2018/traditional/index.htm;

- Para os projetos Integrados deverão ser consultadas as condições em: http://ec.europa.eu/environment/life/funding/life2018/integrated/index.htm;

Os projetos anteriormente financiados encontram-se disponíveis em: http://ec.europa.eu/environment/life/project/Projects/index.cfm.


Candidaturas abertas: Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração (FAMI)

O Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração é o instrumento da Comissão Europeia (CE) para uma gestão eficaz dos fluxos migratórios e para a definição de uma abordagem comum em matéria de asilo e migração. É atribuído pela CE aos Estados-membros consoante a aprovação dos seus programas nacionais estratégicos de acolhimento dos imigrantes, nomeadamente nas propostas de promoção qualidade dos procedimentos de asilo de acordo com as normas da União, de integração dos imigrantes a nível local e regional e a sustentabilidade dos programas de regresso. 

No âmbito do programa nacional de Portugal estão abertos os seguintes concursos que têm de contribuir para os objetivos do Programa Nacional identificados nos respetivos concursos:

Aviso n.º 41/FAMI/2018 - Integração e Migração Legal - 18h00 do dia 14 de maio de 2018 

As candidaturas apresentadas devem promover o cumprimento dos objetivos definidos para o Fundo:

a) Assegurar as medidas que promovam a integração multinível dos atuais e novos NPT (Nacionais de Países Terceiros);
b) Envolver os atores locais, públicos e privados, na definição, execução, monitorização e avaliação de planos locais para as migrações. 

Aviso n.º 42/FAMI/2018 - Estudos Tema 2 (Resumo) - 18h00 do dia 18 de maio de 2018 Atividades previstas: Estudos sobre Migrações e a Integração de Nacionais de países terceiros em Portugal e que corresponde a diferentes temas prioritários de investigação dos estudos a desenvolver com relevância para as políticas públicas e os decisores políticos, numa lógica de conhecer mais para agir melhor:

1) Aprendizagem do português por estrangeiros;
2) Impactos económicos (nacionais e locais) da imigração;
3) Impactos da imigração para as Contas do Estado;
4) Políticas de mobilidade em mudança na Europa e em Portugal;
5) Imigração e diversidade religiosa. 

Aviso n.º 43/FAMI/2018 - Estudos Tema 3 (Resumo) - 18h00 do dia 18 de maio de 2018 Objetivo Específico 2 – Integração e Migração Legal, nomeadamente a realização de Estudos sobre migrações e a integração de nacionais de países terceiros em Portugal. Atividades previstas: Estudos sobre Migrações e a Integração de Nacionais de países terceiros em Portugal e que corresponde a diferentes temas prioritários de investigação dos estudos a desenvolver com relevância para as políticas públicas e os decisores políticos, numa lógica de conhecer mais para agir melhor:

1) Empreendedorismo imigrante, comércio bilateral e investimento estrangeiro;
2) Mobilidade interna dos imigrantes;
3) Remigração e Migração Circular de nacionais de países terceiros;
4) Imigração e saúde;
5) Racismo e discursos de ódio. 

Aviso n.º 44/FAMI/201 - Estudos Tema 4 (Resumo) - 18h00 do dia 18 de maio de 2018 Atividades previstas: Estudos sobre Migrações e a Integração de Nacionais de países terceiros em Portugal e que corresponde a diferentes temas prioritários de investigação dos estudos a desenvolver com relevância para as políticas públicas e os decisores políticos, numa lógica de conhecer mais para agir melhor:

1) Direitos políticos e participação política de imigrantes em Portugal;
2) Políticas de integração de imigrantes e de Refugiados;
3) Políticas de captação de imigrantes;
4) Políticas locais para imigrantes;
5) Mulheres imigrantes e refugiadas. 

A taxa máxima de cofinanciamento para as candidaturas apoiadas é de 75%

Para mais informações sobre enquadramento das propostas deverá ser consultado as condições de cada aviso. 

Mais informações em https://www.acm.gov.pt/-/fundo-para-o-asilo-a-migracao-e-a-integracao-fami-


Bolsas Ibero-América - Santander Investigação 2018

O Santander Universidades está com candidaturas abertas para o programa “Bolsas Ibero-Americanas Santander Investigação”, um projeto de três anos de duração, iniciado em 2016, e dirigido a professores e investigadores de universidades portuguesas participantes que estejam interessados em realizar um período de mobilidade académica em uma das universidades ibero-americanas participantes. Os candidatos devem ter, preferencialmente, menos de 35 anos.

Candidaturas: até 15 de Dezembro de 2018.

Em Portugal o Santander concederá nesta Convocatória 2018 um total de 10 bolsas, distribuídas mediante convénio por várias instituições de ensino superior, cujo montante unitário será de 5.000 euros.

As bolsas pretendem ajudar a completar a formação e especialização científica e técnica do pessoal investigador em formação ou dos alunos de doutoramento. Esses objetivos serão facilitados através de uma estadia em algum centro de investigação ou universidade ibero-americana diferente do país de origem, financiando os gastos de alojamento, deslocação e manutenção com o montante da bolsa. A duração mínima exigida de estadia será de 2 meses para os professores e investigadores e de 4 meses para os alunos de doutoramento.

Esta convocatória faz parte do Programa Internacional de Bolsas Ibero-americanas, no qual participam universidades da Argentina, do Brasil, de Espanha, do Chile, da Colômbia, do México, do Perú, de Portugal, de Porto Rico e do Uruguai. Em particular, a Convocatória em Portugal dirige-se a professores e investigadores de Universidades Portuguesas participantes que poderão realizar estadias de seis meses.

Pode candidatar-se ao programa o pessoal docente e investigador e alunos de doutoramento vinculados a alguma das universidades com convénio de colaboração em vigor com o Santander:

  • Universidade do Porto
  • Universidade de Coimbra
  • Universidade da Beira Interior
  • Universidade da Madeira
  • Instituto Politécnico do Porto
  • Instituto Politécnico de Setúbal
  • Universidade dos Açores

A gestão do programa é da competência de cada Instituição de Ensino Superior participante

Países de destino: Chile, Espanha, Porto Rico, Uruguai, Argentina, Brasil, Colômbia, México, Peru.

Mais informações em Ágora Santander.


Prémio Horizonte 2020 EIC Prize for «Affordable High-Tech for Humanitarian Aid»

O prémio Horizonte 2020 do European Innovation Council Affordable High-Tech for Humanitarian Aid irá premiar soluções inovadoras no apoio prestado na ajuda humanitária. Considera-se soluções inovadoras, as soluções com uma abordagem frugal baseadas em serviços e tecnologias avançadas que propiciem uma ajuda humanitária mais eficaz. Não se pretendem propostas limitadas ao uso de tecnologias de informação e comunicação.

Candidaturas: até 15 de Janeiro de 2020.

Não se pretendem propostas limitadas ao uso de tecnologias de informação e comunicação. 

Podem ser apresentadas propostas em conjunto. Nestas propostas deverão identificar um participante proponente.

Ao prémio podem apresentar-se entidades legais, indivíduos e organizações internacionais sem restrições de nacionalidade. Serão atribuídos cinco prémios no valor de 1 milhão de euros cada.

Os interessados em apresentar candidaturas têm de registar a sua manifestação de interesse através do email EC-TECH4AID-EIC-PRIZE@EC.EUROPA.EU até ao dia 15 de setembro de 2019.


Prémio UNESCO-King Hamad Bin Isa Al-Khalifa 2018 de Tecnologias da Informação e da Comunicação na Educação

O Prémio UNESCO-King Hamad Bin Isa Al-Khalifa 2018 Tecnologias da Informação e da Comunicação na Educação 2018, tem como objetivos o desenvolvimento das tecnologias da informação (TIC) que contribuam para a concretização da Meta de Desenvolvimento Sustentável 4 na Educação. 

Candidaturas: até 31 de outubro de 2018.

Pretendem-se projetos que abordem a utilização de tecnologias da informação e da comunicação inovadoras para assegurar a educação de grupos vulneráveis. Os projetos deverão focar-se em crianças que não estão na escola, jovens não alfabetizados ou pouco qualificados ou adultos que enfrentam vários tipos de dificuldades. Será dada atenção especial aos projetos que utilizem soluções de TIC integradas que combinam tecnologia comumente utilizada, com aplicações em TIC avançadas como Inteligência Artificial, Realidade Aumentada, aprendizagem com máquinas, robótica, big data, etc.

 

Podem concorrer pessoas e organizações, desde que a sua candidatura tenho o apoio de uma Comissão Nacional da UNESCO ou por uma ONG em parceria oficial com a UNESCO. 

 

A candidatura é concretizada através da plataforma online da UNESCO sendo necessário um registo prévio. No caso de novos utilizadores terão de se inscrever através do seguinte link:
https://forms.office.com/Pages/ResponsePage.aspx?id=Uq5PHbM5-kuwswIpVrERlBabqaRo82ZHoyzVzRa9qP5UNUhBMVVURVJBWks1RFROSzg3Rko0MThPVy4u

 

O formulário tem de ser preenchido até ao dia 31 de outubro de 2018, através do preenchimento do formulário disponível em: 
https://teams.unesco.org/_login/default.aspx?ReturnUrl=%2fsites%2fcommittees%2fict-ed-prize%2f_layouts%2f15%2fAuthenticate.aspx%3fSource%3d%252Fsites%252Fcommittees%252Fict%252Ded%252Dprize%252F&Source=%2Fsites%2Fcommittees%2Fict%2Ded%2Dprize%2F 


Hakuho Foundation Japanese Research Fellowship

With the goals of further strengthening the fundamentals of international research into Japan and deepening understanding of Japan, the Hakuho Foundation Japanese Research Fellowship invites leading international researchers of the Japanese language, Japanese language education, Japanese literature and Japanese culture to Japan to conduct residential research.

Applications: until 31st October 2018.

For more information: http://phi.fa.ulisboa.pt/index.php/pt/

 


Pré-apresentação de convocatória: Terceira Convocatória Interreg SUDOE

Interreg SUDOE destina-se a fomentar a coesão e o desenvolvimento territorial e regional do sudoeste europeu, abrangendo cinco Estados deste território Espanha, França, Portugal, Reino Unido e Principado de Andorra. O Programa publicou a terceira convocatória com previsão de abertura a 3 de setembro de 2018 e data limite 21 de setembro de 2018. 

A terceira convocatória estará disponível para os seguintes três eixos do programa:

- Eixo 2: Competitividade das PME: Fomentar a competitividade e a internacionalização das PME do sudoeste europeu (8,4 milhões de euros);

- Eixo 3: Economia de baixo teor de carbono: Contribuir para uma maior eficiência das políticas em matéria de eficácia energética (7,3 milhões de euros);

- Eixo 4: Luta contra as alterações climáticas: Prevenir e gerir os riscos de maneira mais eficaz (7,2 milhões de euros). Aconselha-se a leitura do texto da convocatória para análise das tipologias de projetos válidas para o concurso.

 

O concurso terá duas fases em que na primeira fase terá que ser submetida a candidatura composta pela i) proposta de projeto, ii) declaração de responsabilidade e iii) declaração de interesse dos beneficiários e uma segunda fase composta pela candidatura numa proposta mais completa.

A previsão de segunda fase é de março de 2019. Proposta de Projeto que deve ser apresentada nos idiomas dos beneficiários implicados no projeto (espanhol, francês, português, inglês). 

Podem candidatar-se as seguintes entidades:

1. Organismos públicos;
2. Organismos de direito público;
3. Entidades privadas sem fins lucrativos
4. Entidades privadas com fins lucrativos e/ou empresas

 

O programa carece de uma comparticipação de 75%. 

 

O SUDOE disponibiliza uma plataforma para testar e validar ideias de projetos assim como a procura de parceiros em http://www.interreg-sudoe.eu/prt/projetos/encontre-soci-s 


EHESS/IMéRA chair: Application and residency condition

The EHESS-IMéRA chair in “Transregional Studies” aims at developing at the highest international level comparative research among any regions of the world. The research projects proposed should in particular take into account the involved scale effects and the related issues of exchange, circulation and connection in the reformulation of social orders. They should also build on innovative and clearly articulated interdisciplinary approaches. The EHESS-IMéRA chaire particularly welcomes research projects interested in the comparison between cultural areas. 

Submission: until 20th Septtember 2018 at 1:00 pm (French time).

The EHESS (School of Advanced Studies in Social Sciences) is a prestigious French institution devoted to research and teaching in social sciences. The EHESS research and teaching activities also involve members of French and foreign partners. These activities are carried out at the Paris headquarters and at the regional centers of the institution (Lyon, Marseille and Toulouse) as well.

The chaire holder has to carry out these research themes within a coherent frame allowing to foster cooperation between EHESS and IMéRA and to assure sufficient visibility for the chaire activities, mainly through public conferences.

 

More information:

https://candidatures-imera.univ-amu.fr/en/global-phenomena-and-regulation-programme-2019-2020-ehessimera-chair-application-and-residency


Canon Foundation Research Fellowships

Annually, the Canon Foundation in Europe grants up to 15 Fellowships to highly qualified European and Japanese researchers. European Fellows are expected to pursue a period of research in Japan whereas Japanese Fellows are expected to do their research in Europe. anon Foundation Fellowships are for a minimum period of three months up to maximum of one year.

Applications: until 15th September 2018.

Canon Foundation supports all fields of research. There are no limitations or restrictions. Applicants do not have to be currently enrolled or employed at the time of applying.

Canon Fellows from Europe are free to choose their host institutes and hosts in Japan. The same freedom is given to Japanese Canon Fellows coming to Europe. Canon Foundation Research Fellowships may be applied for when an agreement on co-operation and on a research plan has been reached between the guest researcher and the proposed host institution.

Applications can also be submitted by members of commercial, industrial, governmental or professional organisations.

Eligibility

All Europeans are eligible to apply (including Israel, Turkey, Balkan and Baltic countries).

Europeans should have permanent citizenship in the country.

Applicants should have obtained at least a Master's degree within the last ten years of applying to the Canon Foundation. We will also consider candidates who obtained their qualification more than ten years ago as long as they provide further supporting information in their application.

Please note that priority is given to applicants going to Europe and Japan for the first time. 

For more information: 
https://www.canonfoundation.org/programmes/research-fellowships/ 


Prémio de Ensaio «25 de Abril»

Instituído pelo Departamento de Estudos Políticos (DEPol) e o Instituto Português de Relações Internacionais (IPRI) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (NOVA FCSH), o prémio de Ensaio “25 de abril” destina-se a premiar melhor trabalho de investigação sobre a democracia portuguesa elaborado por alunos dos cursos de Ciência Política e Relações Internacionais (CPRI) da NOVA FCSH.

Candidaturas: até 14 de Setembro de 2018.

Podem concorrer com um ensaio, individualmente ou em grupo (máximo de três co-autores), os estudantes inscritos nos cursos de 1.º, 2.º e 3.º ciclos de CPRI, com menos de 30 anos de idade. 

O melhor ensaio será premiado com 1.000,00 Euros e a sua publicação será garantida pelo IPRI.

O ensaio terá um máximo de 5 mil e um mínimo de 4 mil palavras (notas e referências bibliográficas incluídas) e deve seguir as normas de publicação da revista R:I.

Os trabalhos têm de ser entregues no Secretariado do DEPol até ao dia 14 de setembro de 2018.


Prémio Europeu de Desenvolvimento Sustentável

O Prémio Europeu de Desenvolvimento Sustentável visa promover iniciativas que contribuam para o desenvolvimento de soluções concretas para a concretização dos Objetivos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas. O tema do prémio é “Mobilização das pessoas e assegurar a inclusão e a igualdade”.

Candidaturas: até 14 de setembro de 2018.

O concurso está aberto a quatro categorias de participantes:
- Jovens;
- Entidades públicas;
- Entidades privadas;
- Sociedade civil 

A proposta terá de ser composta pela seguinte documentação: Seção A - elegibilidade;
Seção B - Sumário executivo;
Seção C - proposta (contexto, relevância, transferibilidade e parceria). 

 

As candidaturas podem ser submetidas em qualquer uma das línguas oficiais da União Europeia, contudo aconselha-se à submissão da proposta em língua inglesa. Aconselha-se a leitura do regulamento para análise das condições do formulário.

O prémio não terá um valor monetário mas a ideia será valorizada e amplamente disseminada pelos media sociais.

As candidaturas têm de ser enviadas até ao dia 14 de setembro de 2018 através do email SG-STAKEHOLDERPLATFORM-SDG@ec.europa.eu 


Bolsas Individuais Marie Skłodowska-Curie

Estão abertas as candidaturas para Bolsas Individuais Marie Skłodowska-Curie (MSCA-IF). Este ano, inserido no concurso MSCA-IF, haverá um financiamento adicional de 5M€ para Bolsas de Alargamento (Widening Fellowships - WF-01-2018), a fim de disseminar a excelência e colmatar a lacuna de investigação e inovação ainda evidente na Europa. Note-se que não existe um concurso direto para se candidatarem a estas bolsas. Para tal, é necessário submeter uma proposta ao abrigo da edição de 2018 para as Ações Individuais Marie Skłodowska-Curie (MSCA-IF) e, para as quais a sessão de submissão está agora aberta.

Candidaturas: até 12 de Setembro de 2018.

As candidaturas para as Bolsas Europeias MSCA-IF, onde a Instituição de Acolhimento estiver localizada num país elegível para financiamento alargado, serão automaticamente submetidas ao concurso para as Widening Fellowships, caso a proposta não alcance um lugar no topo das candidaturas MSCA-IF financiamento. Nesse sentido, é solicitado aos candidatos que assinalem se desejam ou não ser considerados para esta oportunidade de financiamento na Secção 5 do formulário de candidatura (Questões Especificas do Concurso).

Para informação adicional sobre este financiamento alargado, por favor clique neste link e consulte o Programa de Trabalho para o período 2018-2020 (páginas 24-29).

Tendo em conta a informação acima descrita, a Universidade NOVA de Lisboa está interessada em acolher potenciais candidatos para trabalhar em projetos nas diferentes áreas científicas abordadas pelas nossas Unidades de Investigação. A NOVA está aberta a receber investigadores pós-doutorados de elevada qualidade para candidaturas conjuntas no MSCA-IF em 2018 e edições seguintes.

Desta forma, gostaríamos de vos pedir que divulguem esta informação na vossa Unidade Orgânica e pelas Unidades de Investigação que lhe estão associadas. Os Investigadores que queiram ser contactados por potenciais candidatos e submeter uma proposta neste âmbito, deverão contactar directamente, com a maior brevidade possível, o Gabinete de Apoio à Investigação da respetiva Unidade que, posteriormente, nos deverá fazer chegar essa informação.

O Gabinete de Apoio à Investigação da NOVA, compilará essa informação e divulgará as manifestações de interesse demonstradas na página web da Universidade e nas respetivas redes sociais e internacionais.

Formulário de candidatura.


Bolsas ERC Advanced Grants

As bolsas Advanced do European Research Council (ERC) destinam-se a investigadores com uma carreira de investigação reconhecida pelo seu mérito e experiência em coordenação de equipas de investigação, avaliado pelo curriculum vitae nos últimos dez anos. Os projetos têm de demonstrar inovação científica de natureza fundamental podendo ser em qualquer área científica.

Candidaturas: até 30 de Agosto.

Alguns dos critérios de avaliação são: 

- 10 publicações relevantes como autor principal
- 3 monografias (com a condição de que pelo menos uma tenha tradução para outra língua)
- 5 patentes
- Participação no desenvolvimento e lançamento de carreira de outros investigadores Reconhecimento internacional através da obtenção de prémios.

No período de dez anos de avaliação do curriculum podem ser descontados os seguintes períodos de maternidade a paternidade considerados antes ou após este período: 

- 18 meses no caso de maternidade;
- período de licença de paternidade por cada filho. 

São ainda descontados os períodos de baixa por doença prolongada.

Não existe limitação de nacionalidade, contudo a instituição de acolhimento tem de estar sediada num país Estado-membro ou país Associado. O investigador tem que dedicar pelo menos 30% do seu tempo ao projeto e 50% no país Estado-membro ou país Associado.

As bolsas têm uma duração de 5 anos e um orçamento de 2.500,00 milhões de euros. 

As propostas têm de ser submetidas até ao dia  30 de agosto de 2018 no Portal do Participante da Comissão Europeia.


Prémio Fernão Mendes Pinto 2018

A Associação das Universidades de Língua Portuguesa (AULP) anuncia o Prémio Fernão Mendes Pinto 2018 destinado a distinguir uma dissertação de mestrado ou doutoramento, que contribua para a aproximação das comunidades de Língua Portuguesa, explicitando relações entre comunidades de, pelo menos, dois países.

Candidaturas: até 31 de Julho de 2018.

O prémio tem um valor de 8.000€.

A dissertação a submeter, escrita em português, tem que ter sido defendida durante o ano civil imediatamente anterior ao da candidatura. As propostas deverão ser apresentadas por instituições de ensino superior ou institutos de investigação científica membros da AULP, de países de língua portuguesa.

Os trabalhos são agrupados pelas seguintes áreas: “Letras e Artes”, “Ciências Exatas”, “Ciências da Saúde e da Vida”, e “Ciências Sociais e Humanas”. A investigação ganhadora terá publicação a cargo do Instituto Camões.

A AULP é uma Organização Não Governamental (ONG) internacional, fundada em 1986, que promove a cooperação e troca de informação entre Universidades e Institutos Superiores, com membros dos países de língua oficial portuguesa.

Só se poderão candidatar ao Prémio as instituições membros da AULP que tenham as quotas em dia.

Mais informações no Regulamento em anexo e na página da AULP.


Prémio Estudos de Ciências Sociais e Humanas de Macau

A fim de continuar a avaliar os frutos do estudo realizado na área de Ciências Sociais e Humanas de Macau e incentivar a dedicação entusiástica e a criatividade dos académicos vocacionadas para os estudos sobre Macau, a Fundação Macau, em conjunto com Social Sciences in China Press, vai organizar a 5.ª Edição do Prémio Estudos de Ciências Sociais e Humanas de Macau. Ao mesmo tempo, pretende-se que haja um reconhecimento público dos indivíduos que têm contribuído, de forma excelente, para o estudo e promoção das Ciências Sociais e Humanas de Macau, pelo que, nesta edição irá ser atribuído um Prémio Honorífico que terá o nome "Prémio de Contribuição Excepcional para as Ciências Sociais e Humanas de Macau".

Candidaturas: até 31 de Julho de 2018.

Os trabalhos candidatos terão de ser apresentados numa destas quatro categorias: Economia e Gestão; Política, Direito, Jornalismo e Sociologia; História, Filosofia e Literatura; Línguas, Educação e Artes. Os prémios dividem-se em dois grupos: Prémio de Monografia e Prémio de Tese. A cada um dos grupos serão atribuídos prémios para o primeiro, segundo e terceiro lugar e haverá prémios de excelência. Os valores dos prémios acima referidos, serão atribuídos de acordo com o grupo a que o trabalho concorre: para Monografia, os prémios de primeiro, segundo, e terceiro lugar e os prémios de excelência, são de MOP50,000, MOP30,000, MOP15,000 e MOP10,000, respectivamente; para Tese, os prémios são de MOP25,000, MOP15,000, MOP8,000 e MOP5,000, na mesma ordem de classificação mencionada anteriormente. Para o Prémio Contribuição Excepcional para as Ciências Sociais e Humanas de Macau, os candidatos serão recomendados e seleccionados pela Comissão de Avaliação e os premiados receberão um diploma de honra.

Podem candidatar-se aos prémios todos os trabalhos, tanto elaborados por académicos de Macau como do exterior, da área das Ciências Sociais e Humanas de Macau, nomeadamente monografias, obras científicas, teses, relatórios de estudos e investigação, traduções, obras de referência, resumos de obras antigas, etc., publicados entre 1 de Janeiro de 2015 e 31 de Dezembro de 2017. O prazo de candidaturas decorre a partir do dia 2 de Maio até 31 d Julho de 2018.

Mais informações: http://www.fmac.org.mo/activity/activityContent_7541?lgType=po


Concursos bilaterais FCT para Marrocos, Polónia e Alemanha

No âmbito da cooperação transnacional da Fundação para a Ciência e Tecnologia encontram-se abertos os concursos bilaterais para Marrocos, Polónia e Alemanha. Os concursos financiam exclusivamente a mobilidade de investigadores participantes no âmbito de projetos existentes, nos seguintes montantes consoante país de mobilidade: Marrocos, tem como montante previsto para cada projeto o valor de 1.500,00€/ano; Polónia, tem como montante previsto para cada projeto o valor de 2000€/ano; Alemanha, tem como montante previsto para cada projeto o valor de 2000€/ano.

Submissões: até 31 de julho de 2018.

Será dada prioridade a novos projetos/novas equipas e a equipas que não tiveram financiamento nos últimos concursos.

As viagens e mobilidades terão de ocorrer no biénio de 2019/2020.

As candidaturas têm de ser submetidas por ambas as equipas do concurso bilateral nas respectivas agências até às 17:00 do dia 31 de julho de 2018. Os pontos de contacto para as equipas estrangeiras são:

Marrocos: Hafsa EL BASTAM

Centre National de Recherche Scientifique et Technique h.elbastami@cnrst.ma

Polónia: Magdalena Kachnowicz 

Polish National Agency for Academic Exchange magdalena.kachnowicz@nawa.gov.pl

Alemanha: Cornelia Pochert

Deutscher Akademischer Austauschdienst

pochert@daad.de


Concurso Ações Integradas Luso-Alemãs

Encontra-se aberto o período de submissão de candidaturas ao concurso 2019 Ações Integradas Luso-Alemãs, um apoio financeiro ao abrigo do acordo assinado entre o CRUP e o DAAD (Deutscher Akademisher Austauschdienst). Serão financiados projetos de investigação comuns com duração de dois anos entre equipas portuguesas e alemãs. As equipas têm de ser compostas por professores e investigadores de universidades Portuguesas que integram a rede CRUP e de instituições de Ensino Superior Alemãs. 

Candidaturas: até 31 de julho de 2018.

São financiadas as despesas de viagem e estadia da equipa portuguesa, decorrentes da sua deslocação à Alemanha e existe um valor de 2000 €/ano. 

 

Tipologia de projetos: 

1. Podem ser de qualquer área científica;
2. As equipas devem integrar jovens investigadores/as com vínculo à respetiva Universidade;
3. É dada prioridade aos projetos que incluam a concretização de programas de doutoramento em cotutela.

 

A equipa portuguesa deve submeter o processo de candidatura em Portugal, utilizando o formulário disponível na página de anúncio da candidatura. A equipa alemã deve submeter o processo de candidatura na Alemanha, utilizando as fichas disponibilizadas pelo DAAD.


Bolsas Betty J. Meggers para pesquisa em sociedades indígenas da América do Sul

O Programa de Bolsas Betty J. Meggers concederá, oito bolsas para estudiosos de qualquer nacionalidade realizarem pesquisas sobre as sociedades indígenas da América do Sul, passado e presente.

Candidaturas: até 30 de Julho de 2018.

Em 2001, ARENET criou um Programa de Bolsas visando a promoção do estudo de questões transnacionais no México e Estados Unidos. Esta iniciativa contribuiu para o avanço do conhecimento dos processos dinâmicos que estão multiplicando e diversificando as interconexões entre o México e os Estados Unidos. Os projetos que contaram com suporte da ARENET exploram os novos tipos de relações sociais, econômicas e políticas, bem como as inovadoras expressões culturais que surgem como resultado dessas interações transnacionais. Até a presente data, ARENET concedeu mais de 100 bolsas de estudo para estudantes de graduação e pós graduação, acadêmicos, e pesquisadores independentes. O Programa de Bolsas Betty J. Meggers visa a complementar e expandir a área de abrangência da ARENET na América do Sul.

O valor da bolsa será de US$ 7.000,00 para o período da pesquisa. Cada beneficiário também receberá um subsídio de US$ 500,00 para as despesas relacionadas com a investigação. As despesas de viagem serão cobertas separadamente com um valor de até US$ 1.800,00

Os principais objetivos desta iniciativa são: 1) promover a cooperação entre os estudiosos, instituições e outras organizações no planejamento e implementação de pesquisa colaborativa na América do Sul; 2) criar uma rede na qual pesquisadores, líderes políticos, ativistas, membros de comunidades indígenas e profissionais na América do Sul, Estados Unidos e México possam trocar e compartilhar perspectivas e idéias; 3) contribuir para uma compreensão mais profunda das conexões e vínculos complexos da região, e estimular a colaboração e intercâmbio entre investigadores acadêmicos e não-acadêmicos disponibilizando os resultados de pesquisas, de experiencias e iniciativas através de uma variedade de meios de comunicação; e 4) promover pesquisas e oportunidades educacionais e de formação para estudantes do México, América do Sul e EUA, bem como para investigadores, e outros indivíduos cujos interesses acadêmicos centram-se nesta ampla região geográfica.

Bolsas de Pesquisa:

Os candidatos deverão apresentar uma DESCRIÇÃO DO SEU PROJETO em inglês, espanhol ou português, sem exceder 1.500 palavras. O projeto deve apresentar, de forma resumida, a proposta de pesquisa e os resultados esperados, indicar por que a pesquisa é inovadora, que fontes serão utilizadas no país ou na região de destino, e explicar como o plano de atividades proposto contribuirá para o avanço das metas intelectuais ou profissionais do postulante. Como material suplementar, o candidato deve incluir um ABSTRACT (um resumo de 100 palavras do projeto de pesquisa proposto, acessível ao público geral), uma BIOGRAFIA RESUMIDA (de 100 palavras) um CRONOGRAMA DETALHADO DA PESQUISA, provas de proficiência em espanhol, inglês ou português, CURRICULUM VITAE, e nomes de duas referências. Os candidatos também deverão especificar a primeira e segunda opções de instituições anfitriãs com uma breve justificativa para suas escolhas. As propostas serão avaliadas com base na qualidade acadêmica, na organização e clareza do projeto, e na relevância da pesquisa proposta para o avanço do conhecimento sobre os temas abordados.

Mais informações em http://arenet.org/Fellowship-Program-south-america.php