Oportunidades de financiamento

Fundação Carolina: bolsas de mobilidade para portugueses

No âmbito do programa de bolsas da Fundação Carolina, com o patrocínio da Fundação Endesa, encontra-se aberto o concurso de mobilidade de professores/investigadores portugueses para a realização de trabalho de investigação em universidades e/ou unidades de investigação espanholas.

A bolsa tem um valor mensal de 1200 euros para um período máximo de três meses nas as áreas científicas da Educação, da Engenharia e do Meio Ambiente.
Não são elegíveis candidaturas com os objetivos de participação em congressos.

Os candidatos nacionais devem pertencer a uma das sete seguintes universidades com colaboração com a Fundação Carolina: Universidade Nova de Lisboa;  Universidade do Porto; Universidade do Minho; Universidade de Coimbra; Universidade de Aveiro; Universidade de Évora; Instituto Universitário de Lisboa.

As candidaturas têm de ser submetidas até 5 de abril de 2018 através do formulário online disponível em: http://gestion.fundacioncarolina.es/programas/4869


Convocatória aberta H2020 DS6: Governança para o Futuro

Encontra-se aberto, até 13 de março de 2018, o período de candidaturas aos tópicos da convocatória "Governança para o futuro" do Desafio Societal 6 - A Europa num Mundo em Mudança do Horizonte 2020. A convocatória tem como objetivos gerais a análise e o desenvolvimento de recomendações políticas sobre i) tendências políticas no contexto europeu e internacional, ii) confiança e legitimidade democráticas e iii) adaptação das estruturas de governança às necessidades dos cidadãos.

São abrangidos os seguintes tópicos das convocatória:

Governance-01-2019: Trust in Governance Pretende-se propostas que avaliem e proponham novas abordagens de aumento da confiança nos governos, instituições públicas e atores privados numa perspetiva filosófica, ética, tendo em conta a relação da confiança com os governos nacionais e as instituições europeias. Deve ser analisada a relação entre desigualdade e confiança no contexto da inclusão social. Este tópico irá financiar propostas na tipologia de RIA, com um orçamento de 3 milhões de euros por proposta.


Governance-02-2018-2019: Past, present and future of differentiation in European governance
As propostas devem analisar o processo de integração europeia face às crises políticas que afectam e contrariam este processo que resultem em recomendação políticas. Devem ser analisados modelos diferenciados de integração e governança contextualizados historicamente e relacionados com as crises sociais. Este tópico irá financiar propostas na tipologia de RIA, com orçamentos de 3 milhões de euros por projeto e propostas no âmbito de CSA com valores a rondar os 1,5 milhões de euros.
Governance-03-2018: Addressing populism and boosting civic and democratic engagement
Este tópico foca-se no estudo do fenómeno do populismo e as suas consequências nas democracias europeias e para o processo de construção da União Europeia. Este tópico irá financiar propostas na tipologia de RIA, com um orçamento de 3 milhões de euros por proposta.


Governance-06-2018: Trends and forward-looking scenarios in global governance
Tópico com foco internacional centrado no estudo das tendências da governança global, em que sejam abordados os temas do regionalismo, protecionismo e nacionalismos e como estes afetam a legitimidade política nas instituições globais e as agendas políticas europeias.
Serão financiadas propostas na tipologia de RIA no valor de 2,5 milhões de euros.


Governance-08-2018: Partnering for viability assessments of innovative solutions for markets outside Europe
Serão financiadas propostas na tipologia de CSA, que analisem soluções inovadoras para aumentar a competitividade da indústria europeia nos mercados globais, nomeadamente nos mercados das economias emergentes como o Brasil, Rússia, Índia, China e México. Pretendem-se estudos de mercado, soluções inovadoras baseadas na relação cliente/usuário e que incluam perspectivas culturais e comportamentais e análises de novos modelos de negócios locais que possam ser transferidos e aplicados nos países abrangidos. Será financiada uma proposta com o valor total de 9 milhões de euros.


Governance-15-2018: Taking lessons from practices of interdisciplinarity in Europe
Os objetivos para este tópico é a análise da integração da interdisciplinaridade das ciências sociais e humanas nas diversas disciplinas que contribuam para o desenvolvimento de uma nova política de integração das ciênciais sociais e humanas. Devem ser identificadas melhores práticas e indicadores não limitadas à Europa mas também a nível nacional, multilateral que incluam países terceiros. Será financiada uma proposta CSA no valor de 1,5 milhões de euros. 


Pré-apresentação de propostas Parceria para a Investigação e Inovação na Região Mediterrânica (PRIMA)

A Parceria para a Investigação e Inovação na Região Mediterrânica é uma iniciativa destinada ao aumento da cooperação Euro-Mediterrânea através da Investigação e Inovação, tendo como participantes 11 Estados-membros (Alemanha, Croácia, Chipre, Espanha, Eslovénia, França, Grécia, Itália, Luxemburgo, Malta e Portugal) e 8 países não europeus compostos por Algéria, Egito, Israel, Jordânia, Líbano, Marrocos, Tunísia e Turquia.  Em Portugal, a FCT é a instituição responsável pelo financiamento e avaliação da participação nacional.
No âmbito desta parceria foi aprovado um programa de investigação e inovação integrado nas temáticas dos sistemas alimentares e dos recursos hídricos implementado pela Fundação PRIMA. 

O lançamento da primeira convocatória está previsto para o dia 15 de fevereiro de 2018 enquadrada nas seguintes áreas temáticas:

1. Gestão sustentável da água em áreas áridas e semiáridas do Mediterrâneo
- Testar e estimular a adoção de soluções hídricas adequadas ao contexto;
- Melhorar a sustentabilidade da terra e água nas bacias semiáridas mediterrânicas;
- Elaborar e estimular a adoção de novas políticas e protolocos para a governação de sistemas de gestão hídricos.

2. Sistemas agrícolas sustentáveis
- Desenvolver sistemas de lavoura inteligentes e sustentáveis de modo a manter recursos naturais e aumentar a eficiência na produção;
- Desenhar e promover a adoção de novas abordagens para a redução do impacto de pestes e patogéneses na agricultura.

3. Cadeia de valor alimentar no desenvolvimento regional e local mediterrânico
- Inovar no plano dos produtos alimentares baseados na dieta mediterrânicas, estimulando a ligação entre nutrição e saúde;
- Encontrar soluções para aumentar a eficiência na cadeia alimentar e hídrica, reduzindo perdas e resíduos;
- Conceber e implementar modelos inovadores e de qualidade no agro-negócio como fonte de emprego e crescimento económico.

Mais informações.


Concurso de Projetos para Investigação em Fogos Florestais (FCT)

A FCT tem aberto o 1º Concurso de Projetos para Investigação em Fogos Florestais até dia 28 de fevereiro.
Este é o primeiro de três concursos, os seguintes abrirão até Julho de 2018 e Julho de 2019, enquadrados no Programa mobilizador de I&D para a prevenção e combate de incêndios florestais,  na sequência das recomendações do relatório da Comissão Técnica Independente que investigou os incêndios de Pedrógão Grande. Prevê-se um financiamento total de 15 milhões de euros para projetos de investigação selecionados no âmbito dos três concursos.

As áreas de investigação incluirão:

- Governação dos recursos florestais; Restauro pós-fogo e gestão florestal; Modelos de ordenamento e silvicultura preventiva; Modelos de organização e gestão das áreas florestais, nas vertentes de proteção, conservação, silvopastorícia, recreio, lazer e produção; gestão e valorização da biomassa nos espaços rurais;

- Gestão do fogo e comportamento de fogos extremos; Atitudes e comportamentos face à prevenção e combate de incêndios e a gestão do território; Saúde e segurança ocupacional dos técnicos de combate;

- Meteorologia, previsão e gestão do risco, incluindo deteção de ignições e otimização de alertas precoces e desenvolvimento de sistemas de observação inteligente e de apoio à decisão; Sistemas de sensorização, de informação e de comunicações de emergência e sua integração nos processos de decisão.

Mais informações: http://www.fct.pt/apoios/projectos/concursos/incendios_florestais/