Oportunidades de financiamento

Pré-apresentação de propostas Parceria para a Investigação e Inovação na Região Mediterrânica (PRIMA)

A Parceria para a Investigação e Inovação na Região Mediterrânica é uma iniciativa destinada ao aumento da cooperação Euro-Mediterrânea através da Investigação e Inovação, tendo como participantes 11 Estados-membros (Alemanha, Croácia, Chipre, Espanha, Eslovénia, França, Grécia, Itália, Luxemburgo, Malta e Portugal) e 8 países não europeus compostos por Algéria, Egito, Israel, Jordânia, Líbano, Marrocos, Tunísia e Turquia.  Em Portugal, a FCT é a instituição responsável pelo financiamento e avaliação da participação nacional.
No âmbito desta parceria foi aprovado um programa de investigação e inovação integrado nas temáticas dos sistemas alimentares e dos recursos hídricos implementado pela Fundação PRIMA. 

O lançamento da primeira convocatória está previsto para o dia 15 de fevereiro de 2018 enquadrada nas seguintes áreas temáticas:

1. Gestão sustentável da água em áreas áridas e semiáridas do Mediterrâneo
- Testar e estimular a adoção de soluções hídricas adequadas ao contexto;
- Melhorar a sustentabilidade da terra e água nas bacias semiáridas mediterrânicas;
- Elaborar e estimular a adoção de novas políticas e protolocos para a governação de sistemas de gestão hídricos.

2. Sistemas agrícolas sustentáveis
- Desenvolver sistemas de lavoura inteligentes e sustentáveis de modo a manter recursos naturais e aumentar a eficiência na produção;
- Desenhar e promover a adoção de novas abordagens para a redução do impacto de pestes e patogéneses na agricultura.

3. Cadeia de valor alimentar no desenvolvimento regional e local mediterrânico
- Inovar no plano dos produtos alimentares baseados na dieta mediterrânicas, estimulando a ligação entre nutrição e saúde;
- Encontrar soluções para aumentar a eficiência na cadeia alimentar e hídrica, reduzindo perdas e resíduos;
- Conceber e implementar modelos inovadores e de qualidade no agro-negócio como fonte de emprego e crescimento económico.

Mais informações.


Candidaturas abertas: Ações Marie-Curie Innovative Training Networks

As ações Marie-Curie Innovative Training Networks financia formação e programas doutorais conjuntos resultantes de parcerias entre universidades e/ou instituições de investigação com empresas, tendo como objetivos a aquisição de experiência de investigadores em início de carreira em diferentes setores.

As ações estão divididas consoante parceria:

  • European Training Networks (ETN) - propostas para formação para investigadores em início de carreira enquadrados em projetos de investigação colaborativos.
  • European Industrial Doctorates (EID) - programa doutoral em colaboração com o sector não académico, em que o aluno tem de passar 50% do tempo no setor académico e 50% no setor não académico.
  • European Joint Doctorates (EJD) - promovem a colaboração internacional, intersetorial e multi/interdisciplinar na formação ao nível de doutoramento na Europa, através da criação de programas Conjunto.

Os programas devem ainda valorizar as competências complementares das organizações participantes e promover a transferência do conhecimento, atividades de networking, a organização de workshops e conferências

A composição da parceria varia consoante o programa:
* EID - o consórcio deve ser composto por pelo menos dois beneficiários estabelecidos em dois países Estado-membro e/ou países associados do Horizonte 2020 diferentes. Existem ainda a obrigatoriedade da representação de pelo menos uma entidade do setor académico e do setor não académico.
* ETN e EJD - o consórcio deve ser composto por três entidades diferentes de três países Estado-membro.

As propostas para cada tipologia devem ser submetidas até ao dia 17 de janeiro de 2018 através do participant portal: http://ec.europa.eu/research/participants/portal/desktop/en/opportunities/h2020/topics/msca-itn-2018.html


Prémio Inovação INMCM 2017

O Prémio Inovação INCM 2017 (Imprensa Nacional-Casa da Moeda, S.A.), aberto a todos os investigadores pertencentes à Rede de Inovação, visa selecionar e recompensar ideias que possibilitem a criação de soluções inovadoras, e que possam integrar o objeto social da INCM, nas seguintes áreas:
- Novos elementos de segurança, físicos e/ou lógicos, por forma a autenticar, certificar, rastrear e validar pessoas, atos, bens e documentos.
- Tecnologias de Informação e Comunicação;
- Novos produtos e serviços;
- Desenvolvimento e melhoria de processos produtivos, relacionados com pelo menos num dos seguintes aspetos:
  * Novas tecnologias ou novos materiais;
  * Sistemas de produção flexíveis, reconfiguráveis, inteligentes, adaptativos, colaborativos em rede e para customização em massa (no âmbito da Indústria 4.0);
  * Eficiência energética e minimização dos impactos ambientais;
- Novos modelos de negócio, relacionados com a incorporação de novas tecnologias conducentes à digitalização do negócio.

Serão premiadas as três melhores ideias, de acordo com o seguinte:

  • 1º Lugar - financiamento do projeto de I&D até um valor de 500.000€;
  • 2º Lugar - financiamento do projeto de I&D até um valor de 250.000€;
  • 3º Lugar - financiamento do projeto de I&D até um valor de 100.000€;

2% dos valores referidos são destinados a premiar diretamente os investigadores.

A receção das ideias a concurso deverá ocorrer até às 24 horas do dia 31 de dezembro de 2017.

As candidaturas são apresentadas por via eletrónica, para o e-mail premioinovacao@incm.pt, mediante o preenchimento do formulário 1 e do formulário 2.

Para informação integral, por favor consulte o Regulamento do Prémio Inovação 2017.

Na sua primeira edição, em 2016, entre as várias propostas a concurso, foram selecionadas três ideias finalistas, que estão a ser alvo de desenvolvimento através da implementação dos respetivos projetos I&DI, num total de prémios pecuniários de 15.000€ e um total de financiamento de cerca de 600.000€.


Convocatória aberta: INCOBRA: redes de cooperação Brasil-UE

O objetivo principal desta convocatória é a promoção da cooperação mútua entre os atores dos diferentes sistemas de ciência e inovação entre o Brasil e a Europa através do fomento de redes bilaterais.

Serão selecionadas cinco redes de cooperação bilateral de equipas do Brasil e da Europa que tenham como objetivos:
* O envolvimento de atores e instituições brasileiras e europeias com os objetivos de desenvolver ações conjuntas de implementação de agendas de investigação e inovação (I&I) e a mobilização de fundos para atividades conjuntas de nas áreas de I&I;
* Atuem como mobilizadores para a criação de novas parcerias entre atores de I&I em áreas de mútuo interesse;
* Promoção da integração de atores de I&I brasileiros em programas europeus e integração de atores de I&I europeus em programas brasileiros.

Podem participar organizações públicas, entidades com ou sem fins lucrativos da área da investigação da I&I organizados em:
1. Redes já existentes compostas por organizações de ambas as regiões
2. Consórcios criados há menos de três anos com projetos Brasil-UE que aproveitem INCOBRA para manter a sustentabilidade do mesmo

A cada rede será atribuído o valor máximo de 19.500 euros para organização de reuniões de trabalho, workshops e viagens no período de execução de sete meses.

As candidaturas terão de ser submetidas até ao dia 15 de dezembro de 2017 através do seguinte link: http://surveys.iasp.ws/index.php/453131/lang-en