Menu CICS.NOVA

Edições

Call for papers

Revista Configurações n.º 28/2022 | Pierre Bourdieu: vinte anos depois, legado e usos de uma prática de investigação sociológica

A Revista Configurações: Revista de Ciências Sociais, editada pelo Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais – Polo da Universidade do Minho, está a aceitar artigos para novo número (n.º 29/2022), com o tema "Pierre Bourdieu: vinte anos depois, legado e usos de uma prática de investigação sociológica", a ser publicado em Junho de 2022.

Prazo para submissão de artigos: 31 de Dezembro de 2021 

Coordenação: Virgílio Borges Pereira (Departamento de Sociologia da Faculdade de Letras e Instituto de Sociologia da Universidade do Porto) e Edison Bertoncelo (Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo – Brasil)

 

Apelo a contributos

A prática sociológica de Pierre Bourdieu foi, durante a vida do professor e investigador francês, muito influente tanto dentro como fora do seu país, contribuindo, activamente e em vários domínios, para a construção do campo académico disciplinar e para a definição de prioridades de investigação específicas com impactos que se foram materializando, com inevitáveis cambiantes e cronologias, ao longo de quarenta anos de intensa produção científica. Seja pela definição, aperfeiçoamento e renovação conceptuais, seja pela vinculação desse trabalho conceptual a um afincado esforço de construção de objetos em esferas muito distintas das práticas sociais e simbólicas, seja ainda por um constante convite ao equacionamento da dimensão reflexiva da prática sociológica tanto nos planos epistemológico, teórico e metodológico, como nos relativos à respetiva dimensão mais orientadamente política, Bourdieu animou colectivos de investigação e desenvolveu uma produção científica sui generis muito densa e variada, materializada em cerca de 40 livros originais e em várias centenas de artigos e de intervenções de âmbito muito alargado. Com a sua morte, repentina, em Janeiro de 2002, a sociologia perdeu uma das suas vozes mais influentes e mais originais. Contudo, não obstante a morte do autor, e por força, desde logo, dos colectivos que Bourdieu animou, foi possível, nos anos posteriores ao seu desaparecimento, continuar a conhecer vários textos sociológicos - documentos inéditos, intervenções transcritas, textos reeditados - que têm vindo a alargar a sua obra publicada (entre outros, ver Bourdieu, 2015, 2016). A um tal trabalho acresce o continuado interesse que vários colectivos de investigação, em diferentes contextos mundiais, têm colocado na dinamização de projectos editoriais dedicados à discussão do legado sociológico de Bourdieu e à respetiva mobilização para o desenvolvimento de investigação sociológica e científico-social sobre aspetos distintos das práticas sociais e simbólicas (Medvetz & Sallaz, 2018; Coulangeon & Duval, 2013). Cerca de 20 anos depois da morte de Bourdieu continua, por isso, a ser pertinente equacionar o legado da sua obra e sistematizar conhecimentos em torno do modo como esta tem vindo a ser recebida na prática de investigação à luz de análises estabilizadas sobre tais processos (Ortiz, 2013; Machado, 2020) e de interrogações novas que se possam gerar a seu propósito. Sabendo-se que o trabalho sociológico de Bourdieu tocou, em modalidades diferenciadas, domínios alternativos de investigação, procura-se, com o presente número da Configurações: Revista de Ciências Sociais, contribuir para o aprofundamento do conhecimento sociológico sobre a prática analítica de P. Bourdieu, sem perder de vista a necessidade da sua difusão; documentar a recepção do trabalho sociológico de Bourdieu em diferentes contextos nacionais, com especial enfoque no mundo de língua portuguesa; registar e discutir criticamente usos da teoria e prática sociológicas de Bourdieu, dando especial enfoque a trabalhos que permitam documentar inovações em matéria de construção de objecto e de cruzamentos disciplinares. Para esse efeito, serão aceites propostas de artigos que procurem responder a pelo menos um destes grandes objetivos.

 

As propostas devem ser endereçadas à Direcção da Revista, através do e-mail cics@ics.uminho.pt CC. para configuracoes_cics@ics.uminho.pt, até ao dia 31 de Dezembro de 2021. Todas as propostas submetidas devem conformar-se às normas constantes na seguinte hiperligação: https://journals.openedition.org/configuracoes/12189.

 

Referências:

BOURDIEU, Pierre (2015) – Sociologie générale. Volume 1. Cours au Collège de France 1981-1983. Paris:  Seuil.

BOURDIEU, Pierre (2016) – Sociologie générale. Volume 2. Cours au Collège de France 1983-1986. Paris: Seuil.

COULANGEON, Philippe; DUVAL, Julien (2013) – Trente ans après La Distinction, de Pierre Bourdieu. Paris: La Découverte. 

MACHADO, Fernando Luís (2020) – Sociologia em Portugal: da pré-história à institucionalização avançada. Porto: Afrontamento.

MEDVETZ, Thomas; SALLAZ, Jeffrey J. (Eds.) (2018) – The Oxford Handbook of Pierre Bourdieu. Oxford: Oxford University Press.

Ortiz, R. (2013). Nota sobre a recepção de Pierre Bourdieu no Brasil. Sociologia & Antropologia, 3:5: 81-90.

 

 

Adicionalmente, informa-se que a revista aceita, em permanência, propostas de artigos não temáticos. As propostas devem ser endereçadas à Direcção da Revista, através do e-mail configuracoes_cics@ics.uminho.pt CC. para cics@ics.uminho.pt.